Hora de Partir


A poucos dias de ir embora
Escrevo para me acalmar
Tantas pessoas, tantas saudades,
Tantas outras coisas deixadas para trás.
Sinto uma sensação estranha,
Afinal é estranho ter que partir,
Mesmo sabendo que vou voltar.
Será que voltarei diferente?
Mais chato? Mais careca? Mais careta?
A única certeza que tenho
É que não tenho certeza de nada.
O futuro que se reserva à mim
É um livro que não tem começo, nem meio,
Mas o fim parece cada vez mais perto...

5 comentários:

Flavinhaa disse...

O futuro que se reserva a você, cabe a você traçá-lo... Te amo pra sempre... beijoss

Thiago brOw disse...

Se eu fosse você não considerava isso o fim.. e sim um novo início..

;D

Raphael Barradas disse...

e o fim é belo e incerto, depende de como você vê..

Drix Brites disse...

é... a todo instante morremos e renascemos.. nada em mim ainda é, e tudo na verdade nunca mudou...
sou eu ainda e sempre, ainda que estranhamente.
;)
vc vai voltar ainda mais lindo do que já é.. e mais sábio tb..
e vamos zoar geral.. hehehe
te amo, marinheiro!!

Drix Brites disse...

ah!!! um lema que adoro e que vai bem em qualquer lugar que estivermos:
CARPE DIEM!

Postar um comentário

Copyright © Extra Crocante
"É preciso morrer para se tornar imortal." Raphael Barradas.